segunda-feira, 8 de julho de 2013

Últimas Notícias - TelexFREE- Vamos Ter que esperar Mais uma Vez

Amigos informações dão conta de que a 2ª Câmara Cível não conheceu do Agravo Regimental, ou seja, ainda será analisado o mérito do Agravo de Instrumento pela 2ª Câmara Cível. O que os Desembargadores disseram é que não estavam presentes, pelo menos por enquanto, os requisitos para suspender de forma liminar a decisão da juíza da 2ª Vara Cível. Assim, não houve derrota, mas sim um adiamento da análise do mérito do Agravo de Instrumento.

Novo adiamento eles estão de brincadeira.

Julgamento recurso Telexfree (Foto: Rayssa Natani / G1)


TJ-AC nega recurso e mantém atividades da Telexfree suspensas

Recurso foi julgado nesta segunda-feira pela 2ª Câmara Cível.
Advogados da empresa podem recorrer da decisão. 

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) negou o pedido de reconsideração feito pelos advogados de defesa da Telexfree contra a medida que suspende os pagamentos e a adesão de novos investidores à empresa de marketing multinível. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (8) sob o olhar atento de divulgadores de diversas partes do país que vieram ao Acre para acompanhar o julgamento.
A decisão da Câmara Cível foi unânime, mas os advogados da empresa ainda podem recorrer. "O direito é a regra do jogo e não podemos ir contra a lei", disse a desembargadora Waldirene Cordeiro ao dar seu voto. O TJ-AC ainda irá aguardar o parecer do Ministério Público Estadual para julgar o agravo de instrumento.
O advogado Djacir Falcão, que representa a Telexfree, confirmou que a empresa irá entrar com recurso. Ele disse ainda que a Telexfree está passando por uma 'situação difícil' por causa do bloqueios mas não corre risco de falência.
Entenda o Caso
A atuação da empresa em todo o país foi suspensa por decisão as justiça acreana no dia 18 de junho, pela juíza Thais Borges. A Telexfree é suspeita de atuar em um esquema de pirâmide financeira, ilegal no Brasil. O desembargador Samuel Evangelista manteve a decisão ao indeferir o pedido de revisão de sentença, apresentado pelos advogados da empresa.
Julgamento recurso Telexfree  (Foto: Rayssa Natani / G1)