TelexFREE

TelexFREE - Sua Liberdade Chegou!!!

Aerci Arreal Olm 7077

Porque Santa Catarina Pode Mais!!!

Roberto Duarte Junior 333 Acre

O novo para Mudar!

Carlos Costa 4422 Espírito Santo

Um por todos e todos por uma causa!!!

Sueli Boetto Deputada Federal 2822 São Paulo

Juntos Somos Mais Que Vencedores Em Cristo Jesus

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Notícias TelexFREE 29/08/2014 - Carlos Castilho!





Carlos Castilho atualiza a todos sobre os últimos acontecimentos da TelexFREE
Confira agora no vídeo abaixo:
COMPARTILHEM








KCC divulga documento em português sobre ressarcimento dos divulgadores. Confira agora Fonte: KCC LLC



KCC divulga documento em português sobre ressarcimento dos divulgadores. Confira agora
INFORMAÇÕES SOBRE REIVINDICAÇÕES:
O que é crédito?
Crédito é o direito a um pagamento. Um credor do devedor deve ter um crédito. Se o prazo limite do crédito tiver sido estabelecido, os credores devem protocolar uma declaração de crédito até o referido prazo limite. Um credor que não fizer tal protocolo até o referido prazo limite corre o risco de não receber o crédito reclamado.
Como apresento uma reivindicação?
Official Form B10 é um formulário aprovado, usado para protocolar reivindicações, que inclui instruções e informação adicional.
Sujeito à aprovação da Corte de falências, será desenvolvido e disponibilizado para todos os credores um formulário modificado para protocolar reivindicações nos Casos TelexFree.
Qual é o prazo limite para protocolar reivindicações?
De acordo com a ordem judicial de 03 de julho de 2014, não há prazo limite estabelecido para o protocolo de reivindicações nos Casos TelexFree. Quando um novo prazo limite for estabelecido pela Corte de falências, esse prazo será publicado na documentação da Corte de falências e nesse site; uma notificação sobre o prazo limite será enviada para todos os credores, de acordo com a Regra Federal de Falência de 2002 (Federal Bankruptcy Rule 2002).
Onde são protocoladas as reivindicações?
De acordo com a ordem judicial de 31 de julho de 2014, a Kurtzman Carson Consultants LLC foi mantida como agente de reivindicações dos Casos TelexFree (“Agente de Reivindicações”).
As reivindicações não podem ser aceitas por e-mail. Para facilitar a avaliação e a permissão de reivindicações, as declarações de crédito devem ser protocoladas com o agente de reivindicações, da seguinte forma:
Eletronicamente, clicando aqui
ou por correio dos Estados Unidos, em:
TelexFree Claims Processing
c/o Kurtzman Carson Consultants LLC 2335 Alaska Avenue
El Segundo, CA 90245
Quanto tempo levará para que um crédito seja pago?
A lei não estabelece nenhum prazo para o pagamento de créditos. Em muitos casos, isso pode levar um ano ou mais, a contar de quando o protocolo de falência foi feito para receber pagamento. Alguns casos são complicados, já que há muitos ativos e problemas a resolver. Em casos complicados, os créditos podem não ser pagos durante muitos anos e, em alguns casos, não há definitivamente ativos suficientes para pagar os créditos.
Os créditos são pagos na ordem em que as reivindicações são feitas?
Não. A lei determina a ordem e a prioridade dos créditos a serem pagos.
Quem determina como os créditos devem ser pagos?
O curador paga os créditos de acordo com a estrutura estabelecida no Código de Falências. Eles são pagos também em ordem de prioridade. Informações adicionais sobre créditos e sobre o processo podem ser encontradas no Código de falências, Seções 501 a 511.
Como fico sabendo se meu crédito será pago?
Nesse momento, não há informação disponível para responder essa pergunta.
O que devo fazer se eu mudar ou se alterar meu número de telefone?
Se você se mudar ou se alterar seu número de telefone, deverá informar o agente de reivindicações ou protocolar uma declaração de crédito com a devida alteração.
O que acontece se eu não protocolar uma reivindicação?
Se você não protocolar uma reivindicação antes do prazo limite, provavelmente não receberá distribuição nos Casos TelexFree.
O que acontece se eu retirar minha reivindicação?
Se você retirar sua reivindicação, não receberá distribuição nos Casos TelexFree. 

Telexfree & Ympactus: Atenção Divulgadores Novidades da perícia. Fonte: Unitel




Telexfree & Ympactus: Atenção Divulgadores Novidades da perícia.

O jurídico da Ympactus já estipulou o valor total de 250 milhões a ser pago para aqueles divulgadores que não conseguiram recuperar seu dinheiro investido, de acordo com os documentos encaminhados ao Mutirão da Devolução.
Os divulgadores irão receber o dinheiro COM JUROS bancários do tempo que ficou bloqueado.
Em nota Ernst & Young já disse que a perícia pode ser terminada antes do prazo, caso isso seja cumprido a devolução de valores pode acontecer nos PRÓXIMOS MESES.
Essa semana a Ympactus irá enviar uma petição com todos os documentos desses divulgadores para a juíza do Acre para que a mesma possa acelerar essa devolução.
Fé em Deus que logo receberemos nosso dinheiro de volta!
A Associação Unitel está acompanhando o caso com seus advogados.

FanPage Oficial Sueli Boetto 2822 São Paulo - Deputada Federal

Sobre MMN minha opinião parem de entrar em qualquer tipo de MMN principalmente desses grande líderes, vão querer dar mais dinheiro a eles , cuidado já não basta a TelexFREE bloqueada  e o pessoal incentivando para entrarem em outro MMN #Basta




Para Candidata do estado de São Paulo votem no novo pra mudar #Renovaçãojá
Amigos do Blog,  vamos juntos vencer essa batalha amém conto com todos vocês 

Segue o link da FanPage Oficial da Nossa Deputada , Clique na foto abaixo!








Nova audiência da TelexFREE está marcada para dia 05 de Setembro. Fonte Aerci




Atenção!!!

Nova audiência da TelexFREE está marcada para dia 05 de Setembro.
Baseado nos últimos acontecimentos envolvendo a empresa, acredito que podemos permitir renascer a esperança em receber nossos valores de volta.
A corte dos USA solicitou agilidade na resolução do caso.
Isso é um dos aspectos que nos motivam a crer que a solução se aproxima.

Que venham as boas notícias de fato e não somente as notícias delas.

Atenciosamente

Aerci Arreal Olm

Caso Click Dreams... Um dos Dreamers ao me ouvir na tv multinível, acaba de me escrever o seguinte:




Caso Click Dreams...
Um dos Dreamers ao me ouvir na tv multinível, acaba de me escrever o seguinte:
"Estive na sede da empresa da Click Dreams e sei dos acontecimentos que se passa, mas posso te garantir amigo, de bom grado a Click Dreams vai ficar muitos anos, a alteração de plano da empresa foi feito EM UM MOMENTO DE EUFORIA, mas tudo já voltou atrás, vi com meus próprios olhos a empresa tem dinheiro pra pagar sim seus afiliados, as mudanças eram na boa intenção de fortalecer a empresa.
A verdade é que o povo vou para a empresa reivindicou e a empresa sabiamente repensou, parabéns para os que aprenderam a defender o que é seu e parabéns a empresa por ser sábia neste cenário.
"Quando o povo descobrir a força que tem, as empresas vão escolher voltar atras a te passar para trás..."

Bom dia Família Abençoada , Paz do Senhor Jesus!!!





Versículos do Dia

Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá. Ezequiel 18:4
Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste. João 17:2

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Tumulto e Confusão na sede da ClickDreams



Tumulto e Confusão na sede da ClickDreams hoje
Vídeo gravado hoje pela manhã na sede da Empresa Clickdrems onde os Dreamers cobravam a revogação das últimas mudanças no contrato da empresa.







Nota oficial: "Se vc ganhou, movimentou e não declarou os valores, arrume um bom advogado e um bom contador" Fonte: Aerci Arreal Olm




Nota oficial:
Os dados passados pela Telex Free para a Receita Federal não estão batendo com as prestações de contas feitas pelos divulgadores, pessoas próximas a mim estão recebendo cartas da RF e estão precisando depor.
Se você declarou, fique tranquilo pois basta um reajuste que seu contador de confiança poderá fazer.
Se vc ganhou, movimentou e não declarou os valores, arrume um bom advogado e um bom contador, se ainda não chegou a sua carta da Receita, vai chegar.

Bom dia Família Abençoada , Paz do Senhor Jesus!!!






Versículos do Dia

Pois tu, Senhor, abençoarás ao justo; circundá-lo-ás da tua benevolência como de um escudo. Salmos 5:12
Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo. João 15:11

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Marina Silva no Jornal Nacional - 27/08/2014 - Entrevista Completa - JN



Não assistiu? Assista agora. Marina Silva é entrevistada no Jornal Nacional.
O Jornal Nacional dá sequência à série de entrevistas com os principais candidatos à Presidência da República, em que nós abordamos questões polêmicas das candidaturas e o desempenho deles em cargos públicos. O Bom Dia Brasil e o Jornal da Globo também vão receber os candidatos nas próximas semanas.

O tempo total da nossa entrevista é de 15 minutos, dos quais nós reservamos, mais uma vez, o último minuto e meio para que o candidato fale resumidamente sobre os projetos que ele considera prioritários se for eleito. E hoje nós recebemos Marina Silva, do PSB.
William Bonner: Boa noite, candidata.
Marina Silva: Boa noite, William. Boa noite, Patrícia.
William Bonner: Muito obrigado pela sua presença. O tempo da entrevista começa a ser contado a partir de agora. Candidata, o avião que o PSB vinha utilizando na campanha eleitoral, até aquele acidente trágico de duas semanas atrás, está sendo investigado pelas autoridades competentes. Ele foi objeto de uma transação milionária feita por meio de laranjas. Essa transação não foi informada na prestação de contas prévia, parcial, à Justiça Eleitoral. A senhora tem dito que vai inaugurar uma nova forma de fazer política, que todo político tem que ter certeza absoluta da correção de seus atos. No entanto, a senhora usou aquele avião como teria feito qualquer representante daquilo que a senhora chama de velha política. Eu lhe pergunto: a senhora procurou saber que avião era aquele, quem tinha pago por aquele avião, ou a senhora confiou cegamente nos seus aliados?

Marina Silva: Nós tínhamos, William, uma informação de que era um empréstimo, que seria feito um ressarcimento, num prazo legal, que pode ser feito, segundo a própria Justiça Eleitoral, até o encerramento da campanha. E que esse ressarcimento seria feito pelo comitê financeiro do candidato. Existem duas formas, três formas, aliás, de fazer o provimento da campanha: pelo partido, pelo comitê financeiro do candidato e pelo comitê financeiro da coligação. Nesse caso, pelo comitê financeiro do candidato. Essas informações eram as informações que nós tínhamos.

William Bonner: A senhora sabia dos laranjas? Essa informação foi passada para a senhora como candidata a vice-presidente?

Marina Silva: Não tinha nenhuma informação quanto a qualquer ilegalidade referente à postura dos proprietários do avião.
William Bonner: Eu lhe pergunto isso...
Marina Silva: As informações que tínhamos eram exatamente aquelas referente à forma legal de adquirir o provimento desse serviço. Agora, uma coisa que eu quero dizer para todos aqueles que estão nos acompanhando é que, para além das informações que estão sendo prestadas pelo partido, há uma investigação que está sendo feita pela Polícia Federal. E o nosso interesse e a nossa determinação é de que essas investigações sejam feitas com todo o rigor para que a sociedade possa ter os esclarecimentos e para que não se cometa uma injustiça com a memória de Eduardo.

William Bonner: Candidata, quando os políticos são confrontados ou cobrados por alguma irregularidade, é muito comum que eles digam que não sabiam, que foram enganados, que foram traídos, que tudo tem que ser investigado, que se houver culpados, eles sejam punidos. Este é um discurso muito, muito comum aqui no Brasil. E é o discurso que a senhora está usando neste momento. Eu lhe pergunto: em que esse seu comportamento difere do comportamento que a senhora combate tanto da tal velha política?

Marina Silva: Difere no sentido de que esse é o discurso que eu tenho utilizado, William, para todas as situações. Inclusive quando envolve os meus adversários. E não como retórica, mas como desejo de quem de fato quer que as investigações aconteçam. Porque o meu compromisso e o compromisso de todos aqueles que querem a renovação da política é com a verdade. E a verdade, ela não virá nem apenas pelas mãos do partido e nem, também, apenas pela investigação da imprensa. Que eu respeito o trabalho de vocês. Ela terá que ser aferida pela investigação que está sendo feita pela Polícia Federal. Isso não tem nada a ver com querer tangenciar ou se livrar do problema. Muito pelo contrário, é você enfrentar o problema para que a sociedade possa, com transparência, ter acesso às informações.
William Bonner: Candidata...
Marina Silva: O compromisso é com a verdade.
William Bonner: Agora, é que a senhora tem uma postura bem rigorosa no que diz respeito à ética, no discurso, quando a senhora se dirige aos seus adversários. Esse rigor ético que a senhora exige dos seus adversários nos faz perguntar e insistir se a senhora antes de voar naquele avião não teria então deixado de fazer a pergunta obrigatória se estava tudo em ordem em relação àquele voo. Não lhe faltou o rigor que a senhora exige dos seus adversários?

Marina Silva: O rigor é tomar as informações com aqueles que deveriam prestar as informações em relação à forma como aquele avião estava prestando serviço. E a forma como estava prestando serviço era por um empréstimo que seria ressarcido pelo comitê financeiro. Agora, em relação à postura dos empresários, os problemas que estão sendo identificados agora pela imprensa, e que com certeza serão esclarecidos pela Polícia Federal, esses, eu, como todos os brasileiros, estou aguardando. E com todo rigor. Eu não uso, William, de dois pesos e duas medidas. Não é? A métrica, a régua com que eu meço meus adversários, é porque eu a uso em primeiro lugar comigo. E, neste momento, o meu maior interesse é de que tenhamos todos os esclarecimentos. Agora, uma coisa eu te digo: a forma como o serviço estava sendo prestado era exatamente esse do empréstimo, para que depois tivéssemos a forma de ressarcimento pelo comitê financeiro.
Patrícia Poeta: Ok. Candidata, vamos falar agora das eleições de 2010. A senhora obteve uma votação expressiva. Foram quase 20 milhões de votos. Mas o seu desempenho no seu estado, o Acre, onde a senhora fez toda a sua carreira política, onde as pessoas conhecem muito bem a sua forma de atuação e onde suas ideias e as suas ações são de conhecimento amplo por parte dos eleitores, a senhora tirou terceiro lugar. Ficou com metade dos votos do primeiro colocado, o então candidato pelo PSDB, José Serra. Ou seja, o eleitor acreano voltou pesadamente na oposição ao governo federal. Aos eleitores dos outros estados do país que não a conhecem tão bem, como é que a senhora explicaria essa desaprovação clara no seu berço político?

Marina Silva: Em primeiro lugar é que esse terceiro lugar não estava tão distante do segundo. Eu fiquei muito próxima do segundo lugar, que foi a presidente Dilma.

Patrícia Poeta: Sim, mas foi metade do primeiro.

William Bonner: Metade do primeiro.

Patrícia Poeta: Metade do primeiro. Eu tenho aqui os números: 23,45%, a senhora; 52,13%, José Serra.

Marina Silva: Tem uma coisa, Patrícia, que é até um provérbio que a gente usa muito: é muito difícil ser profeta em sua própria terra. Sabe por quê? Porque, às vezes, a gente tem que confrontar os interesses. Eu venho de uma trajetória política que, desde os meus 17 anos, eu tive que confrontar muitos interesses no meu estado do Acre ao lado de Chico Mendes, ao lado de pessoas que se posicionaram ao lado da Justiça, da defesa dos índios, dos seringueiros, da ética na política. Isso fez com que eu tivesse que seguir uma trajetória que não era o caminho mais fácil. Aliás, na minha vida, nunca é fácil, não é? E, nesse caso, eu era candidata por um partido pequeno, em que...

Patrícia Poeta: Candidata...

Marina Silva: Não, mas deixa eu esclarecer...

Patrícia Poeta: Então tá, conclua aí para que a gente possa seguir aqui e fazer outras perguntas.

Marina Silva: Exatamente.

Patrícia Poeta: É justo com o telespectador.

Marina Silva: Por um partido pequeno, concorrendo contra duas máquinas muito poderosas, com 1 minuto e 20 segundos de televisão. E, mesmo assim, a candidata do PT, que tinha o governo do estado, senadores, deputados, vereadores, prefeitos... Eu fiquei muito próxima a ela. E isso...

Patrícia Poeta: O que eu estou querendo dizer é o seguinte: o berço político de um candidato é onde ele é mais conhecido pelos eleitores. Isso pode ser uma enorme vantagem para um candidato ou não. No seu caso não foi. Não seria como se os acreanos estivessem dizendo uma variação daquele velho ditado: “Quem não a conhece que vote na senhora”?

Marina Silva: Talvez você não conheça bem a minha trajetória.

Patrícia Poeta: Conheço, conheço, conheço, candidata. Nós estudamos bastante antes de fazer essa entrevista.

Marina Silva: Eu, como senadora... Mas eu faço questão de dizer porque eu acho que você tem um certo desconhecimento do que que significa ser senadora vindo da situação que eu vim. Eu não sou filha de político tradicional, não sou filha de nenhum empresário, porque, no meu estado, até a minha eleição, para ser senador da República, era preciso ser filho de ex-governador, era preciso ser filho de alguém que tivesse, de preferência, um jornal, uma TV e uma rádio para falar bem de si mesmo e falar mal daqueles que ficavam defendendo a Justiça.

Patrícia Poeta: A culpa é dos acreanos então?

Marina Silva: Não, não é culpa dos acreanos. É culpa das circunstâncias. Os acreanos foram muito generosos comigo em muitas vezes. Eu já cheguei a ficar quatro anos sem poder andar na metade do meu estado. Sabe por quê? Porque queriam fazer uma estrada sem estudo de impacto ambiental, sem respeitar terras dos índios e as unidades de conservação. E eu não podia trocar o futuro das futuras gerações pelas próximas eleições.

William Bonner: Candidata...

Marina Silva: Eu preferi pagar o preço de até perder os votos, mas lembra quando eu saí do Ministério do Meio Ambiente, que eu disse que eu perdia o pescoço, mas não perdia o juízo?

William Bonner: Vamos falar da sua chapa, candidata?

Marina Silva: Essa foi a minha trajetória no estado do Acre, essa tem sido a minha trajetória no Brasil e é assim que eu quero governar o Brasil.

William Bonner: Candidata.

Marina Silva: Fazendo aquilo que é necessário para as futuras gerações.

William Bonner: Candidata, me permita interrompê-la...

Marina Silva: E não o que é necessário para ganhar voto para as próximas eleições.

Patrícia Poeta: Daqui a pouquinho a senhora vai poder falar no um minuto e meio.
William Bonner: Me permita interrompê-la só para gente prosseguir com a entrevista. Queria falar sobre a sua chapa.  O vice na sua chapa: Beto Albuquerque. Ele foi um dos principais articuladores no Congresso Nacional da aprovação da medida provisória que aprovou o cultivo da soja transgênica aqui no Brasil. Ele também foi favorável a pesquisas com células-tronco embrionárias, são dois pontos em que eles se opõem a posições suas do passado. Além disso, ele aceitou doações de campanha - quando candidato - de setores da economia que a senhora não admitiria, setor de fabricantes de armas, fabricantes de bebidas. Esses exemplos não mostram que Marina e Beto Albuquerque são a união de opostos, aquela união de opostos tão comum na velha política, apenas para viabilizar uma chapa, para viabilizar uma eleição. O que que há de novo nessa política, candidata?
Marina Silva: Em primeiro lugar, mais uma vez eu quero trazer as informações para que a gente possa trabalhar com a realidade dos fatos. Uma questão fundamental: nós somos diferentes e a nova política sabe trabalhar na diversidade e na diferença. Agora, o fato do Beto ter uma posição diferente da minha em relação a transgênico em um aspecto. Há uma lenda que eu sou contra os transgênicos. Mas isso não é verdade. Sabe o que que eu defendia quando era ministra do Meio Ambiente? O modelo de coexistência, o que significa áreas com transgênico e áreas livres de transgênico. Infelizmente no Congresso Nacional não passou a proposta do modelo de coexistência. E o Beto votou na proposta que acabou fazendo com que...
William Bonner: Mas na questão das células embrionárias há uma oposição forte...
Marina Silva: Nas células...
William Bonner: Mas eu lhe pergunto.  Veja se eu entendi: quando a união de opostos se dá com a senhora e alguém, então isso é uma união em prol do Brasil, é a superação de divergências. Quando essa união de opostos se dá com adversários seus, aí é o modelo da velha política, é uma conveniência eleitoral.
Marina Silva: Mais uma vez, William, eu quero dizer que você está trabalhando apenas com um lado da moeda.
William Bonner: Por quê?
Marina Silva: Você está trabalhando com o lado das diferenças que eu e Beto temos no episódio das células-tronco, que ele defende...
William Bonner: Não, não. Estou confrontando apenas com posições que a senhora tem assumido sobre a nova política em oposição à velha política. E não está clara para mim a diferença quando a gente vê dois candidatos de posições opostas unidos numa chapa. Era só essa a questão.
Marina Silva: Não está claro pra você, mas eu vou deixar claro para o telespectador. Mais uma vez eu insisto: você está apenas com um lado da moeda. Por exemplo, eu e Beto temos uma visão diferente em relação às células-tronco e em relação a transgênico. Mas tivemos um trabalho juntos, no Congresso Nacional, quando ele foi o relator da Lei de Gestão de Florestas Públicas do Ministério do Meio Ambiente, que criou o Serviço Florestal e que me ajudou a aprovar a lei da Mata Atlântica e tantas outras medidas importantes para o Ministério do Meio Ambiente. A vida não tem essa simplificação que muitas vezes a gente acha. Isso não tem nada a ver com velha política. Eu marquei a minha trajetória de vida trabalhando com os diferentes, na diversidade. E aí você está dando a oportunidade de que os telespectadores possam ver que essa história de que a Marina é intransigente.

Patrícia Poeta: Tá faltando um minuto, candidata.
Marina Silva: Que só conversa com aqueles que pensam igual a ela, não é tão verdade assim.
Patrícia Poeta:  A senhora agora pode, então, usar esse um minuto e meio e falar com os seus telespectadores: dos projetos que a senhora tem para o país, quais seriam os prioritários?
Marina Silva: Em primeiro lugar, eu gostaria de poder dizer para os nossos telespectadores que um dos projetos mais importantes, neste momento da história do Brasil, é que a gente possa renovar a política. De que a gente não desista de ter na política aquilo que os brasileiros tanto querem, que é vê-la a serviço de resolver os principais problemas do cidadão. Infelizmente, a política tem sido motivo de apartação, de contenda, da luta do poder pelo poder. Para mim, a política deve ser utilizada para unir as pessoas, para que, mesmo com interesses diferentes, a gente seja capaz de mediar os conflitos e fazer aquilo que é melhor para o benefício do povo brasileiro. Como presidente da República, eu quero que você me ajude a ser presidente da República para ser a primeira presidente que vai, que assume o compromisso de que não vai buscar uma nova eleição, porque eu não quero ter um mandato que comprometa o futuro das próximas gerações.
Patrícia Poeta: OK, candidata.
Marina Silva: Eu quero para que a gente possa ter uma agenda para mudar o Brasil.
Patrícia Poeta: OK, 15 minutos já, 15 minutos e 16 segundos. Obrigada pela sua entrevista.
William Bonner: Muito obrigada candidata Marina Silva pela sua participação, pela sua entrevista no Jornal Nacional.






Existe uma Lei que diz que quando não se existe PROVA o caso deve ser ENCERRADO, e agora? Fonte: Carlos Costa - MMN


Existe uma Lei que diz que quando não se existe PROVA o caso deve ser ENCERRADO, e agora?
Olá pessoal, 

Novidade

Existe uma Lei que diz que quando não se existe PROVA o caso deve ser ENCERRADO, e agora?

Fiquem com DEUS!
Grande abraço a todos!


Silvia Brunelli do Lago grava vídeo apoiando o candidato Popó



Silvia Brunelli do Lago grava vídeo apoiando o candidato Popó
Votem Acelino Popó 1000 pela Regulamentação do MMN - Essa luta é nossa!

















Bom dia Família Abençoada , Paz do Senhor Jesus!!!




Versículos do Dia

¶ E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto. Gênesis 1:31
Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas. Apocalipse 4:11

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Telexfree Urgente! Empresa é considerada Caso Complexo e não mais Pirâmide pela Justiça. Fonte Unitel


1526994_213693328814623_910755308_n
Telexfree Urgente! Empresa é considerada Caso Complexo e não mais Pirâmide pela Justiça.
Depois de mais de 01 ano bloqueada sem provas, a Justiça Americana e brasileira, não conseguem provas sobre a explosão Telexfree.
Agora a Justiça Americana pede socorro à Justiça do ACRE, especialista em acusar sem Provas e ainda Bloquear empresas argumentando a defesa do povo, enquanto o destroi.
Ainda, éa justiça Acreana que libera aRecuperação Judicial a membros do famoso Grupo G7 – investigado pela Polícia Federal.
Enfim, chegou o momento crucial: Acusadores sem provas, tentam se unir para encontrar algo contra a Telexfree no Brasil e Exterior
justiça não vai mais ter como manter acusação de pirâmide contra a TelexFREE
Justiça dos EUA irá pedir testemunhas brasileiras para depor sobre o caso TelexFREE.
Justiça já não enxerga mais a TelexFREE como uma pirâmide financeira e sim como um “caso complexo”.
Principal objetivo da empresa no momento é realizar a devolução de valores dos divulgadores.
Aos poucos as verdades vão aparecendo e daqui para frente a justiça não vai mais ter como manter essa acusação de que a TelexFREE é uma pirâmide e brevemente a empresa estará de volta se deus quiser.
# CHEGA DE ACUSAÇÕES SEM PROVAS
Vamos acompanhar jutos este processo da Telexfree no Brasil e USA.
www.associacaounitel.com.br

Aerci divulga seu Plano de governo como parlamentar, atuando em 7 frentes, sendo duas no MMN especificamente. Fonte: Aerci Arreal Olm


Aerci divulga seu Plano de governo como parlamentar, atuando em 7 frentes, sendo duas no MMN especificamente.
Meu plano de governo como parlamentar, atuará em 7 frentes, sendo duas no MMN especificamente.
1 - DEVOLUÇÃO dos valores retidos pela justiça Acreana, aquilo nos pertence e precisamos ser respeitados.
2 - A CRIAÇÃO DE UMA LEI que regulamente o MMN no pais garantindo liberdade para que empresas corretas possam trabalhar e a punição para as voluntariamente erradas e seus representantes com todo o rigor da lei, CADEIA NELES.
3 - VALORIZAÇÃO DA REGIÃO interiorana e periférica do estado de Santa Catarina, temos muitas dificuldades no escoamento da produção agropecuária e leiteira por exemplo e isso se da pelo descaso politico em fazer o minimo que seria manter as estradas trafegáveis, tais como a desesperadora situação das BRs 282, 283 e 470 que escoam boa parte do sul para o restante do Brasil, revitalização das rodovias deve ser prioridade.
4 - FAMÍLIA, a próxima novela das "8" retratara um homem já vivido com família constituída que se apaixonará por um rapaz e seu filho não aceita esta união e mais um grande beijo entre homens, será o ponto alto na trama, não sou contra nem a favor, mas entendo que este tipo de temática assim como roubalheira, traições, balburdia e este sodomismo, não pode ir ao ar em qualquer emissora de TV antes das 22-30, quando as nossas crianças já terão se recolhido, precisamos salvar o pouco que resta dos valores conceituais da família brasileira e permitindo que as novelas propaguem sem nenhuma restrição tantas barbáries, não podemos ser coniventes com isso e pretendo lutar por esta bandeira mesmo que ela flameje a tal ponto de me queimar.
5 - Temos um projeto a muito cultivado no coração dos visionários catarinenses que chama-se FERROVIA DO FRANGO, quero trazer este projeto a baila, pois viabilizando tal linha de ação, economizaríamos milhões a cada mês a nível estadual quanto mais para o pais como um todo e melhoraríamos significativamente a logística de exportação do nosso estado, isso vai contra os interesses da mafia dos pneus, mafia do asfalto, mafia dos transportes, mas vai em harmonia com as necessidades do estado, então precisa ser considerada apesar do peso que tal escolha representa.
6 - Garantir que DIREITOS HUMANOS sejam aplicados apenas para humanos direitos, REDUÇÃO PARA A MAIOR IDADE PENAL AGORA.
7 - Converter todas as ações de um parlamentar em INFORMAÇÃO PUBLICA, se algo foi colocado em apreciação para votação na casa, compartilhar com a população para que a mesma tome conhecimento destas ações, se um reajuste foi feito, assim proceder, manter uma linha mais estreita entre população e o o poder constituído, em suma promover a literal democracia.
Não quero ser rotulado como o DEPUTADO do MMN somente, este problema, vamos resolver em pouco tempo e todo o restante que o contribuinte vai estar pagando?? Preciso merecer seu voto de fato.
Aerci Arreal Olm - Deputado Federal - 7077.