quinta-feira, 24 de abril de 2014

Moisés Diniz divulga luta pela devolução dos valores


As nossas manifestações só vão parar, quando liberarem o dinheiro bloqueado 
Sobre a reunião de ontem dos Divulgadores da TELEXFREE, decidimos:
Vamos coordenar e mobilizar ações pela devolução dos recursos dos divulgadores, no que estamos chamando de AGENDA DA DEVOLUÇÃO:
1) Grandes ENCONTROS nas 27 capitais do país no dia 6 de maio, de organização e mobilização dos divulgadores.
2) Grandes CARREATAS nas 27 capitais no mesmo dia, data a combinar.
3) Grandes VIGÍLIAS em frente aos 27 Tribunais de Justiça do país, data a combinar.
Nos próximos dias vamos estar publicando as orientações gerais e divulgando os nomes dos coordenadores da AGENDA DA DEVOLUÇÃO em cada Estado.
Vamos conversando por aqui.
Fonte: Moisés Diniz

TelexFREE URGENTE - AMACRE comunicado oficial aos divulgadores


NOTA DE ESCLARECIMENTO
A Associação de Marketing Multinível do Acre (em formação) – AMACRE, por seu presidente, diante dos últimos acontecimentos, especialmente depois que a TelexFREE internacional entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos, e diante da incerteza com relação a esse estado de coisas, presta esclarecimentos e propõe o seguinte encaminhamento:
1. Os divulgadores da TelexFREE, desde que houve o bloqueio das atividades da empresa no Estado do Acre, sempre estiveram confiantes na idoneidade do negócio.
2. Em nenhum momento, nesses últimos 08 (oito) meses, os divulgadores se colocaram contra a empresa, em juízo.
3. Ocorre, entretanto, que a última declaração do senhor Carlos Costa, no Plantão 36, causou estarrecimento e preocupação. Afirmou que o dinheiro que está preso no Acre, em decorrência de bloqueio judicial, pertence a TelexFREE internacional.
4. Gerou uma grande dúvida, qual seja, a sustentabilidade do negócio da TelexFREE internacional está dependendo do dinheiro dos divulgadores do Brasil.
5. Face desses fatos, sugerimos aos divulgadores da TelexFREE:
A) Os divulgadores da TelexFREE devem procurar assistência jurídica. Se carentes, a Defensoria Pública do seu respectivo Estado. Se não carentes, assistência de um advogado não da empresa (TelexFREE).
B) Procurar, através de sua entidade de classe, manter melhor entendimento com o Ministério Público, restabelecendo o diálogo com esta instituição autora da ação civil pública, para efeito de promover uma conciliação no sentido da devolução dos recursos aplicados e pertencentes aos divulgadores e não a empresa.
Finalmente, para efeito de colaborar no escopo de se encontrar uma solução para o grave problema, colocamo-nos à disposição dos divulgadores.
José Ildson Viana Barbosa
presidente da AMACRE
Rio Branco, 24 de abril de 2014

O homem que perdeu um milhão com TelexFREE diz que vai cometer suicídio e desaparece.


SANTIAGO, República Dominicana -. Um homem sobrecarregado por dívidas depois de ser enganado pela Telexfree supostamente deixou um bilhete dizendo a suas irmãs que irá cometer suicídio, segundo a Polícia Nacional, em Santiago.
Este é Santo Nolasco Mejia, 34 anos, que aparentemente investiu um milhão de pesos em Telexfree e notou que havia sido enganado e não sabe o que  fazer com a dívida.
Mejia vive no La Cienegas de Santiago e está sendo procurado por uma equipe da instituição da ordem depois que sua família colocou a queixa na prestação de Santiago.
As alegações contra Telexfree Dominicana iniciou através das redes sociais .
Vítimas preferem esconder o rosto, mas falam sobre as suas experiências para expor a farsa da Telexfree Dominicana, que operava na capital e na parte oriental do país.
Joseph , o nome que usamos para manter sua identidade, investiu 63 bilhões de pesos com a promessa de duas vezes. Mas com o tempo as suas esperanças foram frustradas . Refere-se à empresa Telexfree , que costumava atrair investimentos. Agora com a falência nos EUA, aproximadamente  150 mil pessoas foram prejudicadas na República Dominicana.
O Diretor do Consumidor Pro disse há um ano havia alertado o Ministério Público , mas por falta de queixosos não pode fazer nada.
Recentemente, o embaixador dos EUA no país , James Brewster, disse que trabalha com as autoridades do país no processo de investigação sobre o caso de uma queixa de fraude contra a sociedade comercial online da Telexfree Dominicana.
Tradução: Google Translate
Fonte: Noticias Sin

TELEXFREE YMPACTUS: No dia de ontem também, um técnico de T.I da empresa esteve em Rio Branco-AC,


TELEXFREE: Na noite de ontem o site da TelexFREE voltou com muita instabilidade, o que se sabe é que eles estavam se reconectando aos servidores, não existe ainda uma data definida para o retorno total das atividades da companhia e nem do retorno do site. TELEXFREE YMPACTUS: No dia de ontem também, um técnico de T.I da empresa esteve em Rio Branco-AC, juntamente com o advogado da Ympactus, Doutor Alexandro Rodrigues, para apresentarem o HD externo da empresa contendo Arquivos que serão Juntados aos Autos para a Realização da perícia técnica, perícia que poderá ser concluída em até 60 dias.
Portanto vamos ficar na torcida pessoal, pensamento positivo de que tudo vai dar certo!!! 

Assim que tivermos mas informações repassei aqui neste canal para todos!!!!

AGORA JUNTOS SOMOS UMA NAÇÃO
EU ACREDITO NO MMN

Raul Brito

Confira o comunicado de Pele Reis onde ele anuncia que vai abandonar a Telexfree. - Está nas Redes Sociais Pode ser Boato

 Está nas Redes Sociais Pode ser Boato mas enfim 

COMUNICADO!

Após a análise de algumas empresas e pedidos de muitos líderes tanto do Brasil quanto do mundo, decidi fazer uma nova empresa de MMN, de antemão agradeço a todos os meus afiliados que me ajudaram a construir uma história de sucesso no MMN, que foi ter trabalhado na empresa TelexFREE. Muito se comenta que eu (Pele Reis) sabia de toda a situação desse inesperado bloqueio, mas todos assim como eu, fomos pegos de surpresa. Quero lembrar a todos que Pele Reis era um líder próximo a diretoria, e gostaria de ter recebido essa informação diretamente da administração da empresa, não somente por boatos em redes sociais. Situação tal que me deixou muito triste, pois haviamos feito um evento na noite anterior em Criciuma - SC para mais de 500 pessoas.


Somente na segunda eu recebi um comunicado oficial da própria administração, assim como todos.

Enfim...Pessoal, isso não significa que a empresa acabou, como todos sabem, existe um tramite judicial nos EUA, eu não tenho como mensurar tempo, nem dia e nem hora exata que a empresa possa voltar as suas operações.

Agradeço a todos que me acompanharam no projeto TelexFREE, porem enxerguei uma oportunidade que me passou muita credibilidade e confiança.


Pele Reis a partir de hoje estará iniciando um novo projeto na BBOM.


Fonte: Inocêncio Reis 

Divulgador da TelexFREE pede Revogação de Contrato!


A Defensoria Pública do Estado do Acre ingressou com ação (Reclamação) nos juizados especiais cíveis da Comarca de Rio Branco pedindo a revogação do contrato de um divulgador da Telex FREE com base na cláusula REBUS SIC STANTIBUS.
O divulgador, um estudante de direito carente, alegou que adquiriu, na forma do contrato (TELEXFREE – REGULAMENTO GERAL DE CLIENTES E DIVULGADORES E PRODUTOS), o direito de vender contas VOIP 99TELEXFREE por meio de seu sub-dominio, pelo preço de face, recebendo uma comissão de 90% sobre o valor da venda.
Asseverou que se tornou divulgador da TelexFREE (adesão partner), e na conformidade da cláusula 5.4 – adquiriu 02 (dois) kits “ADCentral”, constituídos cada de 10 contas VOIP 99 TELEXFREE, pelo que pagou, fruto das suas parcas economias, a importância de R$ 600,00 (seissentos reais) cada.
Frisou que, pela cláusula 5.4.2 obrigou-se a postar 01(um) anúncio (preparado pela TELEXFREE) por dia, em sites de anúncios na internet (gratuitos ou não), de forma que, ao final de cada ciclo de 07 (sete) anúncios receberia uma conta 99TELEXFREE.
Destacou que, por motivos alheios à sua vontade, em decorrência de fato superveniente (bloqueio judicial da Ympactus Comercial Ltda), na 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, Estado do Acre, não mais pôde cumprir sua obrigação relativamente à cláusula 5.4.2, que lhe impunha o dever contratual de postar anúncios.
Não podendo mais postar os anúncios que se obrigou, em razão do aludido bloqueio judicial, o que se deu por motivos alheios à sua vontade e da própria empresa, a quem não atribui nenhuma culpa contratual, pediu a revogação do pacto, com base na teoria da imprevisão (cláusula rebus sic stantibus), com consequente devolução do que investiu.
Convicto de que a empresa não está cumprindo o contrato em razão do bloqueio judicial, circunstância que transcende a vontade das partes contratantes, o divulgador faz apenas o pedido da devolução do valor investido, ou seja, seus R$ 600,00 (seissentos reais) por cada conta, sem qualquer acréscimo de juros ou correção.
O divulgador diz que não tem dúvida de que fará, em juízo, quando da audiência conciliação, um acordo com a empresa, pois esta sempre manifestou o desejo de devolver o seu dinheiro.
Formado o título judicial com o acordo, o que terá força de sentença, o divulgador pretende habilitar-se no processo (ação civil pública que tramita na 2ª Vara Cível de Rio Branco), em que já há dinheiro apreendido da empresa, em conta judicial, e assim receber o que lhe é de direito.
Embora a ação tenha sido proposta em face de Ympactus Comercial Ltda (Telex FREE), o pedido de revogação do contrato se dar sem atribuição de culpa contra a empresa, mas por motivos alheios à vontade dela (empresa).
Fonte: Notícia da Fronteira

Bom dia Família, Paz do Senhor Jesus!!!

Versículo do Dia.



Versículos do Dia

Pois o Senhor, por causa do seu grande nome, não desamparará o seu povo; porque aprouve ao Senhor fazer-vos o seu povo. 1 Samuel 12:22
Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. Atos dos Apóstolos 2:39

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Porque a Telexfree quebrou? Simples: Falta de dinheiro!

Segundo o especialista forense Mark Albers, dinheiro foi desviado por Wanzeler, Merrill e Craft.

Porque a Telexfree quebrou? Simples: Falta de dinheiro!
Porque Faltou Dinheiro ? Simples: Segundo o especialista forense Mark Albers, dinheiro foi desviado por Wanzeler, Merrill e Craft.
Parece que parte da razão para os problemas de fluxo de caixa da Telexfree foi o desvio de fundos para funcionários da Telexfree.
Mark Albers, um especialista forense, a trabalhar com SEC em Boston, foi convidado a rever certos documentos relativos ao banco dos Devedores e contas de corretagem ,registros de transferências de bancarias de dinheiro e registros de processamento de pagamentos de cartão de crédito.
Durante o curso de sua investigação, encontrou evidências das seguintes transferências:
a. Telexfree Financial, Inc. recebeu US $ 4,105,000.00 em 30 de dezembro e 31 de 2013.
b . Em dezembro de 2013, cerca de 14300 mil dólares foram transferidos para contas de corretagem criadas em nome de Telexfree LLC.
c . Merrill recebeu US $ 3,136,200.00 em 26 de dezembro e 27 de dezembro de 2013.
d . Wanzleler recebeu US $ 7,317,800.00 em 26 de dezembro e 27 de dezembro de 2013.
e. Duas empresas controladas por Joe Craft receberam mais de US $ 2,010,000.00 entre 19 de Novembro de 2013 e a 14 de Março de 2014 .
f . Registros de transferência bancarias mostram que Wanzeler transferiu 3.500.000 dólares para um Banco Offshore Chines - Chinese Banking Corporation em Singapura no dia 2 de janeiro de 2014.
[Declaração de Albers , SEC Case, Rol n º 6]

TelexFREE: Divulgadores da Telexfree planejam atos de mobilização social no Acre


Foto de Moisés Lima.
Divulgadores da Telexfree planejam atos de mobilização social no Acre
Deputado diz que intenção é que todos os investidores do país participem. 

Líderes divulgadores realizaram uma reunião na noite desta terça-feira (22) na Assembléia Legislativa do Acre (Aleac) para definirem uma agenda de atos a serem realizados a partir do dia 6 de maio, simultaneamente, em todo o país. O deputado estadual Moisés Diniz, (PC do B) convocou, através das redes sociais, os divulgadores da Telexfree (Ympactus Ltda) para ingressarem com ações judiciais nas Varas da Fazenda Pública a fim de reaverem os investimentos bloqueados pela Justiça em junho de 2013. 

"No encontro do dia 6 de maio, que será realizado na Aleac às 19h, vamos anunciar uma agenda que contempla uma carreata em Rio Branco, uma vigília em frente ao fórum de Justiça e pretendemos também realizar atos ecumênicos com líderes religiosos. Isso será realizado simultaneamente nos outros estados brasileiros", fala.

O deputado salienta que um grande número de pessoas estão prejudicadas desde o bloqueio e aguardam uma resolução judicial. "Completamos dez meses de bloqueio. Há 600 milhões bloqueados, sendo que 250 milhões se referem às pessoas que compraram pacotes e não receberam nada, porque entraram nos últimos três meses", afirma Diniz.

"A nossa luta é por essas pessoas que não receberam nada. Nós não estamos debatendo se a empresa é ou não pirâmide financeira, se a Justiça está certa ou errada, isso cabe à Justiça", diz.

Em entrevista ao G1, a juíza Thaís Borges, da 2ª Vara Cível de Rio Branco, responsável pelo julgamento do caso, disse que atualmente o processo está em fase de perícia.

FONTE: G1


Promotora afirma que em noventa dias causa da Ympactus estara resolvida


Conforme anunciei, hoje pela manha me encontrei com a Dra. Alessandra Marques, autora da ação civil publica contra a Ympactos Comercial Ltda.
Falamos sobre a ação e seu desfecho. Acredita que em noventa dias estará julgada. A perícia -disse-me - em sessenta dias estará concluída.
Apresentei a proposta de devolução dos recursos dos divulgadores mais modestos. Os que investiram até seis mil reais.
Hoje dei entrada em mais uma ação em favor de um dos divulgadores da telex Free nos juizados especiais cíveis. Amanha darei maiores detalhes sobre esse novo pedido nos juizados especiais.
Desaconselho movimentos de caráter político. Temos argumentos jurídicos para resolver a causa. Isto em favor dos divulgadores.
Vou propor uma reunião de defensores públicos em Brasília para discutirmos a defesa de todos os divulgadores do Brasil que não possam pagar advogado.
Fonte: Valdir Perazzo

Carlos Castilho - Notícias da Telexfree ( Esclarecimentos)



O Advogado Da Ympactus no Brasil Horst Vilmar Fuchs em conversa com Carlos Castilho esclarece pontos muito importantes sobre a Telexfree Internacional.
Advogado da Telexfree afirma que todos os servidores da empresa aviam sidos desconectados com a ordem da SEC , por isso a demora para o site ao ar.
PONTOS DE MELHORAS.
um período de ajuste para por todos servidores do site no Ar.
Melhora de deixar tudo mais estruturado.
Uma mudança tecnológica no serviço da empresa.
Confira mais detalhes no Vídeo abaixo:




Telexfree pede adiamento de 6 semanas até 16 de junho de 2014 para apresentar registos financeiros.




Os advogados de Telexfree deram entrada de uma moção em busca da aprovação do tribunal para uma extensão de seis semanas para fornecer os suplementos necessários para o seu pedido de falência , incluindo declarações de divulgação financeira , resumos de ativos, e as listas de credores.
Em uma Proposta de Extensão arquivado ontem, a Telexfree argumentou que uma extensão de seis semanas foi necessária em função das acções em curso por parte da Securities Division de Massachusetts e na Securities and Exchange Commission , bem como alegada incapacidade da empresa para acessar seus documentos após uma invasão de sua sede , na semana passada pelas autoridades federais.
A Lei Federal de Falências 1007 estabelece uma lista dos documentos que devem ser registados em relação ao início de um capítulo 7 , 9, 11 , 13 ou falência. Além de um pedido de falência , o devedor também é obrigado a apresentar :
- lista completa de ativos e passivos ;
- mapa de receitas e despesas correntes;
- mapa de contratos executórios e arrendamentos não expirados
- declaração de resultados financeiros.

Além disso, outros elementos necessários incluem listas de credores titulares garantidos e reclamações, participações bens móveis e imóveis e contratos de execução e concessões expiradas.
Nos documentos iniciais entregues pela Telexfree , nenhum desses documentos necessários foram incluídos.
Estes esquemas conter informações, tais como bens e rendimentos atuais , que serão cruciais para determinar se Telexfree será permitida a avançar com uma reorganização Capítulo 11 ou se for ordenado em vez de prosseguir com uma liquidação Capítulo 7. De fato, um dos requisitos de limite para receber a aprovação para prosseguir com uma bancarrota do capítulo 11 é que os credores devem receber mais do que receberia em uma liquidação Capítulo 7. O tribunal de falências emitiu um Auto de Apresentação incompleta e / ou deficiente em 14 de Abril de 2014 e ordenou que todos os horários em falta estavam a ser apresentado o mais tardar 14 dias após a data do depósito inicial de 13 de abril de 2014.
A Telexfree observou que havia incluído uma lista de todos os credores conhecidos em seu pedido de falência - com a excepção da "lista completa de Promotores, acredita-se que possa exceder 700.000 pessoas. "
Com prazos devido de menos de uma semana ,a empresa justifica uma extensão de seis semanas , até 16 de junho de 2014 .
As razões que alegou são:
(1) a execução de mandados de busca do governo federal sobre escritório Massachusetts de Telexfree resultando em a incapacidade de acessar os registros completos ;
(2) o tempo significativo que a telexfree está a gastar para tratar as queixas apresentadas pela SEC.
Indicando que estas questões impediriam a Telexfree de completar as informações dentro do prazo legalmente prescrito , a Telexfree solicitou uma prorrogação para 16 de junho de 2014
Embora as razões exatas para o movimento são desconhecidas, é provável que Telexfree não antecipou a resposta rápida seu pedido de falência provocaria do Securities Divisão de Massachusetts e da Comissão, que serviram apenas para ampliar o foco atualmente na empresa.

Gerente financeiro da TelexFree tenta fugir com US$ 38 milhões, dizem autoridades




Enquanto agentes federais vasculhavam a sede da TelexFree em Marlborough (MA) essa semana, o gerente financeiro da empresa tentou fugir com um laptop e uma bolsa contendo dinheiro e cheques totalizando quase US$ 38 milhões, segundo documentos apresentados na Corte divulgados na quinta-feira (17). A Comissão de Câmbio e Segurança (SEC) divulgou que havia congelado os bens da TelexFree e de 8 diretores principais e associados, sob a alegação que a empresa administrava um “esquema ilegal de pirâmide” que recrutava vítimas por todo o mundo, publicou o The Boston Globe.
Os reguladores informaram que a companhia e seus administradores levantaram US$ 300 milhões focalizando em clientes brasileiros e dominicanos em Massachusetts e outros 20 estados.
“Os suspeitos continuavam a recrutar novos investidores todos os dias, mas é claro que a pirâmide desmoronou”, alegou o SEC em sua ação judicial.
O SEC descobriu que a TelexFree acumulava somente US$ 1.3 milhão anualmente pelos serviços telefônicos via internet, uma fração dos US$ 1.1 bilhão que, supostamente, prometia aos investidores, que eram informados que receberiam lucros generosos se eles publicassem anúncios online sobre o serviço.
“A TelexFree tem sido uma máquina de fazer dinheiro para os suspeitos”, informou o SEC em sua ação judicial. Desde meados de novembro, o histórico financeiro da empresa revelou que eles transferiram US$ 30 milhões para seus administradores ou companhias afiliadas, segundo o órgão federal. Milhões de dólares em dinheiro dos clientes estão atualmente sem destino, conforme o SEC.
A ação judicial movida pelo SEC alega que o grupo detrás da TelexFree inclui o ex-presidente da companhia, que administrava uma empresa de limpeza em sua própria residência em Ashland (MA) e um escritório de notário público na Indiana.
Na segunda-feira (14), a TelexFree solicitou concordata na Corte Federal no distrito de Nevada. O FBI e agentes do Departamento de Segurança Interna (DHS) vasculharam o escritório da empresa no dia seguinte. Durante a busca das autoridades, o gerente financeiro, Joseph H. Craft, foi parado pelo xerife interino quando tentava fugir. Ele disse ao xerife que era apenas um consultor, ajudando a TelexFree a preparar os documentos para a concordata, segundo documentos do SEC apresentados na Corte.
O SEC descobriu que os executivos da companhia vinham tentando transferir milhões de dólares da TelexFree para eles mesmos ou outras empresas nas últimas semanas. O órgão federal recebeu aprovação judicial para congelar os bens da companhia na quarta-feira (16).
Os cheques confiscados durante a batida policial estavam em nome de vários administradores da TelexFree e empresas coligadas, segundo documentos do SEC. Cinco deles estava em nome da TelexFree LLC., em Nevada, totalizando US$ 25.5 milhões e um no valor de US$ 2 milhões, em nome de Kátia B. Wanzeler, que supostamente é a esposa do coproprietário Carlos N. Wanzeler, residente em Northborough. Um cheque no valor de US$ 10.4 milhões foi feito em nome da TelexFree Dominicana, segundo documentos apresentados na Corte.
Na quarta-feira (16), um dia depois que as autoridades vasculharam o escritório em Marlborough, o coproprietário James M. Merrill apresentou uma ordem junto à sua empresa de investimentos para vender US$ 1.2 milhão de suas ações, descobriu um advogado da SEC, conforme documentos.
O capital da TelexFree vem enfrentando dificuldades há vários meses. Em junho, as operações da empresa no Brasil foram suspensas por ordem judicial que considerou suas operações uma fraude; investigações decorrentes da suspeita de lavagem de dinheiro e outros delitos estão sendo realizadas em vários países. Ainda assim, milhares de pessoas nos Estados Unidos continuaram a participar na empresa, muitos deles membros da comunidade brasileira. Os participantes investiam entre US$ 289 a US$ 1.375 e eram instruídos a entrarem online todos os dias para aprovarem 1 ou 5 anúncios na internet e receberem lucros anuais de até 250%.
Em março, as finanças da TelexFree começaram a desmoronar, segundo reguladores e, ainda assim, a empresa continuava a pressionar os investidores a injetarem mais dinheiro.
“Mesmo depois que o SEC e outros reguladores suspeitaram que tais programas eram fraude, os promotores da TelexFree continuaram a vender a promessa de dinheiro fácil”, disse Paul G. Levenson, diretor do escritório regional do SEC em Boston (MA), através de um comunicado na quinta-feira (17).
A ação judicial do SEC inclui o nome dos proprietários Merrill, de 52 anos, e Wanzeler, de 45 anos, assim como Sanderley Rodrigues de Vasconcelos, um promotor popularmente conhecido como Sann Rodrigues, de 42 anos, e vivia em Revere. O SEC informou que ele agora reside em Davenport (FL). Ele foi previamente acusado por reguladores federais em 2006 por fraudar imigrantes brasileiros na região de Framingham através de um serviço de cartões telefônicos pré-pagos chamado FoneClub, segundo o The Globe.
Também incluídos na ação judicial estão 4 dos principais promotores da empresa: Steven M. Labriola, de 53 anos, residente em Northbridge, Santiago De La Rosa, de 42 anos, morador em Lynn, Randy N. Crosby, de 51 anos, residente em Alpharetta (GA), e Faith R. Sloan, de 51 anos, morador em Chicago (Ill.). Craft, de 50 anos, um contador que atuava como gerente financeiro segundo a ação judicial do SEC, reside em Boonville (Ind.).
A ação movida pelo SEC é civil e visa evitar que a companhia recrute mais investidores, devolva os lucros indevidos e pague multas.
O Secretário de Estado William F. Galvin processou a empresa na terça-feira (15), alegando que a firma fraudou residentes em Massachusetts em US$ 90 milhões. A suposta fraude parece ser global, com milhares de clientes no Brasil, Espanha e África afetados.
Outras três empresas também foram incluídas na ação judicial apresentada pelo SEC: TelexFree Financial Inc., TelexElectric e Telex Mobile Holdings Inc.

Fonte: Paraíba.com

Câmara dos Deputados realiza debate sobre marketing multinível em JP


A Comissão Especial da Câmara dos Deputados destinada a proferir parecer aos Projetos de Lei nº 6.667 e 6.775/2013 fará, na quinta-feira (24), no auditório do Centro de Turismo e lazer – SESC Cabo Branco, em João Pessoa (PB) um “Seminário sobre Regulamentação do Marketing Multinível no Brasil” com o objetivo de colher subsídios para aprimorar os projetos que estão em tramitação na Casa.

Na avaliação do vice-presidente da Comissão, deputado Efraim Filho (DEM/PB), as audiências públicas e os seminários regionais poderão esclarecer melhor sobre o que é marketing multinível e o que é pirâmide, feito isso a matéria poderá ir à votação no plenário.

“O marketing multinível é uma atividade empresarial que foge da forma tradicional de propaganda. Ele utiliza o contato pessoal para convencer mais investidores. O valor recebido dos empreendedores que viabiliza o negócio, além disso, há um produto ou serviço a ser vendido, que vai garantir o faturamento. Essas características são, inclusive, o que diferencia o marketing multinível da pirâmide, pois nesta há apenas a promessa de um negócio, sem um produto ou serviço que a viabilize.”, explicou o parlamentar.

Efraim Filho informou ainda que o Ministério Público defendeu, em audiência pública realizada na Câmara em março, a regulamentação do marketing multinível e o estabelecimento de normas de proteção aos empreendedores neste seguimento.

O projeto será analisado pelas comissões de Defesa do Consumidor, de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e de Constituição e Justiça.
Fonte: Parlamento PB

TelexFREE Internacional - Carlos Castilho comenta sobre nova petição


Prezados Amigos e Amigas Divulgadores(as) da TelexFREE;
Tive contato com uma petição agora há pouco em que a empresa solicita à Corte de Nevada uma dilação de prazo para o dia 16 de junho de 2014 alegando em síntese de que existe dois outros pedidos de órgãos de Massachusetts, Commonwealth Securities Division e Securities and Exchange Commission - SEC, o que estaria consumindo tempo dos funcionários da empresa e seria um volume muito grande de dados para serem apurados em curto espaço de tempo e outras razões que poderão ser verificadas na petição original interposta pela empresa (acessar link abaixo, caso haja interesse).
O objetivo é refrear as possíveis especulações e distorções que poderão advir dessa informação, o que já pude verificar na internet. Esse pedido de dilação não representa nenhum adiamento ou suspensão da audiência do dia 02/05/2014 e essa ocorrerá normalmente na data determinada, no entanto, verdade seja dita, poderá influenciar na decisão do juiz em liberar a empresa para operar ou não caso ele entenda ser necessário esperar por esses relatórios e extratos para basear sua decisão.

Bom dia Família , Paz do Senhor Jesus!!!

Versículo do Dia.



Versículos do Dia

Vê-lo-ei, mas não agora, contemplá-lo-ei, mas não de perto; uma estrela procederá de Jacó e um cetro subirá de Israel, que ferirá os termos dos moabitas, e destruirá todos os filhos de Sete. Números 24:17
Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã. Apocalipse 22:16